Prefeitura conscientiza a população no Dia Mundial da Luta contra a AIDS

Prefeitura conscientiza a população no Dia Mundial da Luta contra a AIDS

Compartilhe nas redes

Para chamar a atenção da população no Dia Mundial de Luta Contra a Aids (1º de dezembro), a Prefeitura de São José dos Campos instalou três painéis na cidade: um em frente à antiga Câmara Municipal, na Praça Afonso Pena, outro na orla do Banhado, próximo à Rodoviária Velha, e o último na Avenida José Longo, em frente ao AME.

Aids2Os painéis gigantes, medindo 6m por 2m, trazem a frase: “Pegue sua Camisinha e ajude na luta contra a AIDS” e a palavra AIDS escrita com preservativos. Os preservativos podem ser retirados pela população. À medida que são removidos do painel a palavra AIDS vai sumindo, representando o combate à doença.

Segundo o secretário de Saúde, a campanha foi inspirada em uma campanha realizada no Rio Grande do Sul. “Queríamos algo que sensibilizasse e chamasse a atenção da população para a importância do combate à doença. A AIDS é uma grande ameaça e o uso do preservativo ainda é a única forma de prevenção”, disse.

Além dos painéis, uma tenda estará montada em frente ao COI, durante toda esta terça-feira (1º). Uma equipe de saúde vai abordar a população que passa no local. O objetivo é dar orientações sobre a doença, seus riscos e formas de prevenção, distribuindo material educativo e preservativos.

Aids3Também será divulgada a Campanha Fique Sabendo, que vai até o dia 4, e tem o objetivo de alertar a população e incentivá-la a fazer o teste Anti-HIV, visando o diagnóstico precoce para início do tratamento.

A novidade deste ano é que os testes poderão ser feitos em qualquer uma das Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade, no horário de funcionamento das unidades. No COAS/CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento) os testes estarão sendo realizados nesta quarta-feira (2). O COAS/CTA fica na rua Amim Assad, 200, no Jardim São Dimas.

O teste é simples, rápido e gratuito. O resultado sai na mesma hora. Nas unidades básicas, além do teste anti-HIV, serão oferecidos os testes para sífilis.

Sobre a realização do teste anti-HIV, Cristina Amaral afirmou que toda pessoa sexualmente ativa que em algum momento deixou de usar preservativo, em qualquer tipo de relação sexual, deve fazer o teste, seja o teste rápido ou o convencional realizado em laboratório. “Afinal, o quanto antes for diagnosticado, melhor será a qualidade de vida do paciente”, disse.

Aids1Após a infecção pelo HIV, o sistema imunológico demora de um a três meses para produzir anticorpos em quantidade suficiente para serem detectados pelo teste anti-HIV, a chamada janela imunológica. Portanto, o teste poderá ser realizado após uma exposição de risco, mas terá de ser repetido após 30 dias, conforme orientação do Ministério da Saúde.

Números

De 1984 até 2014 foram diagnosticados 3.648 casos de AIDS na cidade e mais de 1.500 mortes pela doença. O período de maior incidência de casos foi na década seguinte, com uma taxa de incidência de até 46,5 casos por 100 mil habitantes.

Aids4Hoje, em São José dos Campos, a epidemia é média, estabilizada com uma incidência de 20,5 casos por 100 mil habitantes, semelhante à média do estado de São Paulo. A previsão feita pelo Banco Mundial para 2000 não se cumpriu, esperava-se 1,2 milhão de infectados e após 14 anos são cerca de 720 mil casos estimados de pessoas vivendo com HIV no Brasil.

Sem dúvida, as ações de controle, tomadas pelos diversos governos e sociedade civil tiveram forte impacto neste resultado. Entretanto, as perdas humanas em decorrência da doença foram e continuam sendo muito relevantes e não podem ser esquecidas. Ainda morrem no Estado de São Paulo 8 pessoas por dia em decorrência da Aids.

Em 2014, foram diagnosticados 87 novos casos de HIV em São José dos Campos, com 16 mortes.

O HIV pode ser transmitido:

  • Por relações sexuais desprotegidas (sem o uso do preservativo), anais, vaginais e orais;
    • Pelo compartilhamento de agulhas, seringas e cachimbos contaminados;
    • De mãe para filho durante a gestação, o parto e a amamentação;
    • Por transfusão de sangue.

O HIV não é transmitido pelo beijo, toque, abraço, aperto de mão, compartilhamento de toalhas, talheres, pratos, suor ou lágrimas.

 

 

Com informações da Prefeitura de São José dos Campos