Prefeito busca ampliar acordo na área tecnológica com Itaipu

Prefeito busca ampliar acordo na área tecnológica com Itaipu

Compartilhe nas redes

O prefeito de São José dos Campos e uma comitiva do Parque Tecnológico realizaram nesta terça-feira (12) visita técnica a Itaipu, em Foz do Iguaçu, no Paraná. A usina quer ampliar a parceria com São José dos Campos.

A Itaipu Binacional atualmente já trabalha com o projeto de um avião elétrico desenvolvido pela empresa joseense ACS Aviation. A aeronave fez o voo inaugural há seis meses. Acompanharam o prefeito o diretor-geral do Parque Tecnológico, Marco Antonio Raupp, e o diretor de planejamento do Parque, Marcelo Sáfadi.

“O município tem interesse em aproveitar todo o conhecimento que Itaipu tem desenvolvido e viemos conversar sobre essas parcerias. Saímos daqui muito satisfeitos e com a certeza que trabalharemos juntos. Isso será bom para nossa cidade e para o país”, afirmou o prefeito.

A ideia é que a Itaipu e São José selem intercâmbios por meio dos parques tecnológicos: o PTI, de Itaipu, e o Parque Tecnológico, de São José. “Os parques tecnológicos daqui e de lá serão instrumentos importantes para este elo”, afirmou Raupp.

A ampliação da mobilidade inteligente e sustentável é um interesse comum entre os parques. Outro aspecto comum é a participação das universidades nas pesquisas e projetos de ambos os parques.

A delegação de São José foi recebida pelo diretor-geral brasileiro de Itaipu, Jorge Samek, pelo diretor técnico do Parque Tecnológico Itaipu (PTI), Cláudio Osako, e pelo coordenador brasileiro do Programa Veículo Elétrico de Itaipu, Celso Novais.

“São José e Itaipu são reconhecidas por estarem na vanguarda de desenvolvimento de tecnologias e agora queremos ampliar nossa relação também com projetos de mobilidade”, disse Jorge Samek.

Roteiro

A delegação de São José foi ao pé do vertedouro de Itaipu, por onde escoavam 6 milhões de litros de água por segundo na tarde desta terça. A primeira parada do grupo ocorreu no PTI, onde o grupo conheceu o Programa de Mobilidade Elétrica Inteligente (Mob-i), desenvolvido por Itaipu Binacional e o Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel (Ceiia), além da pesquisa para desenvolver a primeira bateria de sódio nacional.

Vista aérea do Parque Tecnologico de Itaipu.
Vista aérea do Parque Tecnologico de Itaipu.

No Centro Internacional de Energias Renováveis, eles puderam ver mais sobre o projeto para desenvolver o uso veicular do biometano, a partir de dejetos da agropecuária e resíduos. Na usina de Itaipu, cerca 40 veículos da frota da empresa já são abastecidos pelo biogás, gerado em propriedades da região.

No Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Montagem de Veículos Elétricos (CPDM-VE), o Galpão G5, eles visitaram a linha de montagem do compacto Twizy, modelo da Renault. No local, eles conheceram o Sistema Inteligente de Armazenamento de Energia (IESS, na sigla em inglês). O IESS é composto por um banco de baterias, conectados em um contêiner, que pode ser abastecido por energia renovável (eólica ou solar).

“Estive aqui há uns dois anos, ainda como ministro, e estou muito impressionado com a evolução dos projetos e de como eles se tornaram concretos”, disse Raupp.

 

 

 

 

Fonte: Prefeitura de São José dos Campos