Caminhada faz alerta contra o câncer de mama neste sábado

Caminhada faz alerta contra o câncer de mama neste sábado

Compartilhe nas redes

A Prefeitura de São José dos Campos e a Clínica Tomovale (Centro de Diagnóstico por Imagem) realizam neste sábado (25), a partir das 9h, a 1ª Caminhada Outubro Rosa, como parte da campanha mundial de prevenção ao câncer de mama. A concentração e abertura serão no Quiosque São João, no Parque Vicentina Aranha (Rua Engenheiro Prudente Meireles de Moraes 302, Vila Adyana).
A caminhada será pelas ruas próximas ao Parque e terá no final uma aula de zumba. Também será realizado no Parque um bate-papo com o médico Suélio Marinho de Queiroz sobre a doença e a importância da prevenção.

O objetivo é alertar sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama e promover o lazer e a prática de atividades físicas. Os interessados em participar podem levar um quilo de alimento não perecível e trocar por uma camiseta do evento, ou integrar-se à campanha com uma camiseta rosa de sua preferência.

Em função da campanha Outubro Rosa, a Prefeitura contratou 4.800 mamografias para intensificar o diagnóstico na cidade. No Brasil, o câncer de mama é a segunda causa de morte entre as mulheres. De acordo com a coordenação do Programa Saúde da Mulher, da Secretaria Municipal de Saúde, a estimativa é que 230 novos casos sejam notificados por ano, em São José dos Campos.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de mama é relativamente raro antes dos 35 anos. Acima desta faixa etária sua incidência cresce rápida e progressivamente. Estatísticas indicam aumento da incidência tanto nos países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento. No ano passado, 48 mulheres morreram em decorrência da doença, em São José dos Campos.

Sintomas

Entre os sintomas estão as alterações na pele que recobre a mama, como abaulamentos ou retrações, inclusive no mamilo, ou aspecto semelhante a casca de laranja. A secreção no mamilo também é um sinal de alerta. O sintoma do câncer palpável é o nódulo (caroço) no seio, acompanhado ou não de dor mamária. Podem também surgir nódulos palpáveis na axila.

Embora a hereditariedade seja responsável por apenas 10% do total de casos, mulheres com história familiar de câncer de mama, especialmente se uma ou mais parentes de primeiro grau (mãe ou irmãs) foram acometidas antes dos 50 anos, apresentam maior risco de desenvolver a doença. Esse grupo deve ser acompanhado por um médico a partir dos 35 anos.

Diagnóstico e prevenção

A mamografia (radiografia da mama) é um dos mais importantes exames na prevenção do câncer de mama, já que permite a detecção precoce da doença e mostra lesões em fase inicial, muito pequenas (medindo milímetros).

Na rede pública de saúde, a Prefeitura de São José dos Campos segue as recomendações da Sociedade Brasileira de Mastologia, que preconiza que as mulheres façam a mamografia anualmente, a partir dos 40 anos. Para isso, basta solicitar o exame na Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima da residência.

Até agosto deste ano, a Secretaria de Saúde realizou 17.113 mamografias, o que corresponde a pouco mais de 2 mil mamografias por mês. Em outubro e novembro, esse número será maior que o dobro.

Fonte: Prefeitura