1º Fórum Lixo Zero: Câmara recebe discussão sobre gestão de resíduos

1º Fórum Lixo Zero: Câmara recebe discussão sobre gestão de resíduos

Compartilhe nas redes

Soluções sustentáveis para a gestão e gerenciamento dos resíduos sólidos. Essa foi a pauta principal do 1º Fórum Lixo Zero, que aconteceu na Câmara Municipal de São José dos Campos na tarde da última quarta-feira (5), promovido pela Urbam como parte da Semana Lixo Zero.

Os palestrantes, Dr. Wilson Cabral, especialista em Gestão de Recursos Hídricos e Economia Ambiental e Ecológica do ITA, e Francisco Biazini, do Instituto Lixo Zero Brasil, falaram da importância da redução de consumo, que gera a redução de geração de resíduos. Para eles, o desperdício é um dos maiores problemas relacionados ao lixo no Brasil atualmente.

“Não adianta ficarmos falando de lixo zero, se não mudarmos uma série de outras coisas”, disse Cabral, que durante sua apresentação relacionou as recentes secas no Estado de São Paulo com o desmatamento. De acordo com dados apresentados por ele, São José dos Campos retorna apenas 5% dos resíduos ao ciclo produtivo. Como comparação, cidades como Los Angeles e São Francisco, nos Estados Unidos, retornam 66% e 77%, respectivamente.

Ele afirma que os municípios têm poder de ação para mudar este cenário, e que a maneira mais eficaz para isso são os instrumentos econômicos, como taxas e impostos de consumo e geração de resíduos.

Biazini, que palestrou logo em seguida, disse concordar com essa posição, mas que a mudança real tem que começar com cada cidadão. “Temos que parar de jogar comida no lixo”, afirmou, ao apresentar a importância da compostagem, que é a transformação de matéria orgânica em materiais utilizáveis na agricultura.

Mediando o debate que finalizou o evento, o Dr. Lincoln Delgado, ambientalista e advogado especialista em Direito Ambiental, abriu as discussões seguindo a mesma linha de pensamento. “A questão do lixo zero é muito mais para o munícipe do que para a Urbam ou para a Prefeitura”.

O fórum, que deve acontecer uma vez por ano, contou com grande presença da população, além de pessoas ligadas à área ambientalista, estudantes e vereadores da casa. Após o evento, foram apresentados diversos artesanatos criados a partir de materiais que iriam para o lixo, como forma de incentivar o reaproveitamento.

Lixo Zero

O conceito Lixo Zero consiste no máximo aproveitamento e correto encaminhamento de resíduos recicláveis e orgânicos e a redução – ou mesmo o fim – do encaminhamento destes materiais para os aterros sanitários.

Prevê que materiais que muitas vezes são descartados no lixo comum e/ou levados para reciclagem sujos e misturados – dificultando seu reaproveitamento -, sejam encaminhados para usinas, fábricas ou novos negócios que os utilizem como matéria prima.

O ILZB – Instituto Lixo Zero Brasil é movido pelo desafio de divulgar e promover o Conceito Lixo Zero através de ações mobilizadoras, contribuindo com o futuro da sociedade com competência, ética, cordialidade e respeito ao meio ambiente.

É uma organização da sociedade civil autônoma sem fins lucrativos, sediada em Florianópolis, Santa Catarina, pioneira na disseminação do conceito e princípios Lixo Zero no Brasil.  Faz parte  da ZWIA – Zero Waste International Alliance (Aliança Internacional para o Lixo Zero) – www.zwia.org -, movimento internacional de organizações que disseminam o conceito e princípios Lixo Zero no Mundo. Está legitimado para representá-la no Brasil e articular, com as diversas organizações parceiras, ações relacionadas ao tema.

Para mais informações, acesse: http://ilzb.org/site/