Acordo assegura reajuste salarial a 400 mil trabalhadores em SP

Uma mesa redonda realizada pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de São Paulo (SRTE/SP) na última quinta-feira (10) garantiu um reajuste salarial de 8% para cerca de 400 mil trabalhadores que atuam como zeladores, faxineiros, serventes, manobristas e como porteiros em edifícios de todo o Estado de São Paulo.

Segundo o superintendente Luiz Antonio Medeiros, esta é mais uma das negociações bem sucedidas que vêm ocorrendo nas mesas redondas realizadas pela SRTE/SP no segundo semestre deste ano. “A Superintendência está retomando seu papel decisivo de atuar nas negociações e de assegurar acordos que têm beneficiado várias categorias de trabalhadores”, disse Medeiros.

“A negociação com o sindicato patronal foi difícil, mas tivemos o importante apoio da Superintendência na negociação. Acredito que a categoria ficará satisfeita. É o reajuste que foi possível conquistar em função da situação econômica atual”, afirmou o sindicalista Paulo Ferrari, presidente do Sindficios (Sindicato dos Empregados de Edifícios, Zeladores, Porteiros, Cabineiros, Vigias, Faxineiros, Serventes e Outros de São Paulo), um dos sindicatos que assinou o acordo representando 250 mil trabalhadores da capital paulista. Outros 150 mil beneficiados são do interior do Estado.

“Os trabalhadores conquistaram um reajuste acima da inflação que repõe as perdas do período e a negociação resultou num bom acordo para ambas as partes”, avaliou Aylza Gudin, chefe de Relações do Trabalho da SRTE/SP.

 Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego

Formando discursa sobre o Pronatec

Formando discursa sobre o Pronatec

Marco Antônio Rodrigues, um dos 4,5 mil alunos que receberam, nesta quarta-feira (2), em Ceará-Mirim (RN), o diploma de formando do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), disse que o programa está qualificando, valorizando e inserindo novos cidadãos no mercado de trabalho. Ele afirmou ter orgulho de pertencer à “geração Pronatec”.