Vamos barrar essa reforma

Vamos barrar essa reforma

Ontem (12) durante a sessão de Câmara foi aprovado o PLC 17/2019, que retira dos servidores direitos e conquistas históricas da bolsa de estudos implantada durante o governo da prefeita Ângela. Infelizmente, todas as emendas da bancada do PT foram rejeitadas.

Também, foi protocolado e lido o projeto PL 19/2019, que inicia a tramitação para a Reforma da Previdência dos servidores públicos municipais. A proposta é cruel e reduz a pensão por morte em 50% e fará com que o aposentado que recebe, por exemplo, 4 mil reais pague mais ou menos R$ 420,00 por mês. É importante a mobilização de todos os servidores, aposentados e da ativa, pois somente ela poderá barrar este projeto. NENHUM DIREITO A MENOS!

 

APRESENTAÇÃO AMÉLIA - BOLSAS DE ESTUDO SERVIDOR
PLC192019-12122019174031-assinado (2)

Base do Prefeito Felicio vota contra Requerimento em apoio à Mobilização Nacional pela EDUCAÇÃO. 

Infelizmente para os 17 vereadores que apoiam o Prefeito Felício e o governo Bolsonaro lutar pela Educação não é importante.
Apresentei na sessão de hoje um requerimento que apoia a mobilização que ocorreu em todo país em protesto as medidas do governo Bolsonaro que colocam em risco o funcionamento do INPE, ITA, Unifesp, Institutos Federais, entre outras instituições de ensino pelo Brasil todo.

O futuro de milhares de estudantes está em risco. Instituições de renomes e milhões de investimentos podem ser perdidos com o encerramento das atividades.

 

Lei de Zoneamento: Audiências Públicas são realizadas em São José!

Lei de Zoneamento: Audiências Públicas são realizadas em São José!

A Lei de Zoneamento discute propostas que impactam a vida dos moradores na cidade, como: liberação de prédios, tipos de comércios e tamanho das vias. É essencial para o desenvolvimento, na geração de empregos, sustentabilidade e proteção ao meio ambiente. No total, serão 12 Audiências Públicas para discutir o Projeto de Lei do parcelamento, uso e ocupação do solo de São José dos Campos.

Veja as Audiências Públicas do dia 2 e 3 de julho, no Jardim das Indústrias e Santana: 

Lei de Zoneamento em SJ Campos: Audiência Pública Jd. das Indústrias

Lei de Zoneamento em SJ Campos: Audiência Pública Santana

UPA do Campo dos Alemães está desde novembro sem raio-x

Além do absurdo de deixar a UPA mais movimentada da cidade sem Raio-X, pacientes estão sendo levados até o outro lado da cidade para fazer o exame, na UPA do Eugênio de Melo. São quase 30 km de distância!

Por que não levar aqui perto, no Hospital Clínicas Sul, que fica à 5 km? É por que o hospital do Parque foi terceirizado para empresa privada?

Chega de descaso com a saúde pública!

 

 

Por determinação da Justiça, Prefeitura abre inscrições para o Conselho de Mobilidade Urbana

Depois da tentativa de ocultar a participação popular na formação do primeiro Conselho de Mobilidade que discute o reajuste da tarifa de ônibus, a Prefeitura abriu inscrições para que os munícipes pudessem se candidatar às vagas do Conselho de Mobilidade Urbana. As inscrições vão até o dia 1° de Março.

Para se inscrever, o interessado precisa protocolar os documentos exigidos (na imagem abaixo) na sede da Secretaria de Mobilidade Urbana – Rua Bacabal, 140, Parque Industrial. Ou encaminhar pelo e-mail, no endereço transp@sjc.sp.gov.br.

Após o fim do prazo de inscrições, será convocada uma nova reunião para a eleição dos novos membros do Conselho. Neste pleito, o candidato mais votado assume vaga de titular. O segundo e terceiro colocados assumem as vagas de suplentes.

Após negativas da Justiça, Prefeitura abre inscrições para o Conselho de Mobilidade Urbana.

Entenda o caso

Ao anunciar o aumento da passagem em São José, o prefeito Felício (PSDB) agiu contra a Ação Civil Pública movida em 2011, cuja decisão foi aprovada no final de novembro de 2018. Ela obriga que a prefeitura crie mecanismos de controle social e participação popular para o cálculo da tarifa.

No entanto, a criação do Conselho Municipal de Mobilidade Urbana, só foi cogitado após as negativas da Justiça perante a decisão arbitrária da Prefeitura de impor o reajuste a população. A passagem iria para R$ 4,90 (dia 28 de janeiro), e seria uma das mais caras do País.