Mais duas escolas recebem o programa Escola Interativa

Mais duas escolas recebem o programa Escola Interativa

O programa Escola Interativa da Prefeitura de São José dos Campos chegou, nessa sexta-feira (13-05), em mais duas escolas na região sul da cidade.

As escolas Municipais de Ensino Fundamental (EMEF) Professora Ruth Nunes da Trindade, no Parque Interlagos, e Professora Norma de Conti Simão, no Bosque dos Ipês receberam a lousa interativa e o treinamento para o uso dos equipamentos. A equipe do programa realizou uma aula inaugural aberta à comunidade escolar para apresentar o projeto e seu funcionamento.

Com a instalação nessas duas unidades, o Programa Escola Interativa chegou à 34ª escola, sendo implantado desde julho de 2014.

“O programa tem contribuído para a interação entre professor e aluno, aliando a tecnologia ao processo de aprendizagem, promovendo uma transformação na rede municipal de ensino. A união de tecnologia e pedagogia tem sido um grande aliado para a modernização do sistema de educação.” destacou a Vereadora Amélia

escola interativa (5)Com o programa, as salas de aula das escolas municipais são equipadas com recursos tecnológicos como servidor, notebook do professor, tablet do aluno, projetor interativo integrado com os demais equipamentos e conteúdo virtual obtido por meio de acesso à internet (via wifi).

Além das EMEFS, outras 72 escolas de Educação Infantil foram contempladas pelo programa. Neste caso, a Escola Interativa vem sendo implantada nas Salas de Leitura, deixando o aprendizado ainda mais interessante e contribuindo para a qualidade de ensino das crianças.

Até o final do ano, serão 46 EMEFS e 76 escolas de Educação Infantil beneficiadas pelo programa, permitindo o acesso tecnológico e preparando mais de 60 mil alunos para o futuro.

Presidente Dilma concede reajuste no programa Bolsa Família

Presidente Dilma concede reajuste no programa Bolsa Família

A partir de junho, as quase 14 milhões de famílias que recebem o Bolsa Família terão um aumento de 9% no benefício. Na média, o auxílio passará de R$ 163 para R$ 176 mensais. A mudança já estava prevista no Orçamento de 2016, enviado ao Congresso em agosto do ano passado. A presidente ressaltou que o governo já tomou medidas para viabilizar receitas que compensassem o reajuste.

Bolsa Família - DesigualdadeA presidenta também alertou que Michel Temer (PMDB) quer limitar o benefício apenas aos 5% mais pobres. Com isso, 40 milhões de brasileiros perderiam o direito ao auxílio.

Hoje, 14.866.317 crianças e adolescentes são beneficiadas com o programa. Cerca de 96% (14.253.726) delas possuem frequência escolar de mais de 75% (para adolescentes) e de 85% (para crianças).

De 2011 a 2015, o Bolsa Família teve aumento de 73%, enquanto a inflação cresceu apenas 37,86%.

Reajuste de faixas

A presidenta também anunciou um reajuste de 6,5% nas faixas beneficiadas pelo Bolsa Família. Com isso, mais famílias vão se enquadrar nos critérios para receber o auxílio.

Houve uma readequação da definição de linha da pobreza e linha de extrema pobreza. A extrema pobreza agora é definida por famílias cuja renda por pessoa é de R$ 82, ante R$ 77. Já a pobreza é definida por famílias de renda de R$ 164 por pessoa, ante R$ 154 definidos anteriormente.

Entenda o programa

O Bolsa Família é um programa que visa combater a pobreza em duas frentes. Além do benefício mensal à famílias em condição de pobreza e pobreza extrema, o programa realiza acompanhamentos periódicos sobre desempenho escolar e saúde.

20130526185659-20130526185659-bolsa-familia-1Na área da educação, o programa faz um controle da frequência escolar das crianças e adolescentes beneficiadas pelo programa. Já na área da saúde, crianças de até 7 anos tem acompanhamento de peso, altura e vacinação.

O governo realiza os depósitos mensalmente, que podem ser retirados com o cartão do Cadastro Único, administrado preferencialmente por mulheres da família.

O benefício básico é de R$ 82. Além desse, cada família poderá ter até 5 benefícios adicionais de acordo com a situação da família. Crianças de 0 a 15 anos, mulheres em gestação ou em período de amamentação dão direito a um valor extra de R$ 38 por criança. Para adolescentes, esse valor é de R$ 45. Outro possível adicional é dado à famílias que mesmo com o benefício básico continuam em situação de pobreza extrema (renda de R$ 82 por integrante da família). Nesses casos, o valor é repensado para que essa condição seja superada.

 

 

Fonte: Linha Direta

Programa Escola Interativa chega a mais duas EMEFs da região sul

Programa Escola Interativa chega a mais duas EMEFs da região sul

A Escola Interativa, um dos programas mais inovadores implementados na Educação Municipal de São José dos Campos está chegando a mais duas escolas da cidade. As EMEFs Professora Ildete Mendonça Barbosa, no Residencial União, e Professora Luzia Levina Aparecida Borges, no Jardim Cruzeiro do Sul, ambas na região sul, foram atendidas com o programa. Com as duas novas escolas, já são 23 unidades de ensino fundamental atendidas pelo programa.

escola-interativa- divulgação Prefeitura de São José dos CamposDesde 2014, o Programa Escola Interativa tem contribuído para um novo processo de aprendizagem que une tecnologia e pedagogia. A iniciativa tem capacitado profissionais de educação, modernizando e transformando toda a rede.

Segundo o prefeito Carlinhos, os professores da rede agora vão ter uma ferramenta a mais para trabalhar com os alunos, tornar as aulas mais interessantes. Um grande avanço para a nossa rede.

A comunidade escolar comemorou a conquista e os benefícios que serão proporcionados pelos novos recursos tecnológicos. Para o aluno Matheus Campos, da EMEF Professora Ildete Mendonça Barbosa, o programa vai deixar as aulas ainda mais interessantes. “As aulas que já são legais, agora com os tablets e com a lousa interativa, irão ficar ainda melhores”, disse.

Para a Vereadora Amélia, a Escola Interativa trouxe para a cidade uma nova metodologia de ensino. “A Educação de São José dos Campos ganhou mais recursos e qualidade com a chegada da Escola Interativa, que é referência para a América Latina. Os investimentos e os cuidados demonstram a importância que estamos dando à Educação e ao futuro de nossas crianças”, revelou.

Como funciona a Escola Interativa

Com o programa, as salas de aula das escolas municipais são equipadas com os seguintes recursos tecnológicos: servidor, notebook do professor, tablet do aluno, projetor interativo integrado com os demais equipamentos e conteúdo virtual obtido por meio de acesso à internet (via wifi).

F00019820gSegundo a coordenadora do programa, Roseli Ferreira, nessa segunda etapa de implantação a Escola Interativa terá um novo modelo. “Os tablets ficarão na escola para serem utilizados pelos alunos”, disse.

A coordenadora esclareceu ainda que o novo modelo será avaliado até o final do ano pela comunidade escolar e equipe pedagógica da Secretaria. “Foi feita uma pesquisa junto às mães, pais, alunos, professores e gestores das escolas que já vêm utilizando o programa. A maioria acredita que se os tablets ficarem nas escolas poderão contribuir para aprendizagens mais significativas e melhores resultados pedagógicos”, afirmou.

Além das EMEFS, outras 72 escolas de Educação Infantil já foram contempladas pelo programa. Neste caso, a Escola Interativa vem sendo implantada nas Salas de Leitura, deixando o aprendizado ainda mais interessante e contribuindo para a qualidade de ensino das crianças.

Até o final do ano, serão 46 EMEFS e 76 escolas de Educação Infantil beneficiadas pelo programa, permitindo o acesso tecnológico e preparando mais de 60 mil alunos para o futuro.

 

 

Com informações da Prefeitura de São José dos Campos

Qualifica São José oferece treinamento para instalações hidráulicas

Qualifica São José oferece treinamento para instalações hidráulicas

O Programa Qualifica, da Prefeitura de São José dos Campos, está com inscrições abertas até o dia 3 de abril para o treinamento na área de hidráulica – Dimensionamento de instalações de água fria. Serão cem vagas e as inscrições podem ser feitas pelo site do programa ou pela central 156.

Para participar, é necessário ser morador de São José dos Campos e ter idade mínima de 16 anos. A inscrição não garante a efetivação da vaga. A seleção vai priorizar pessoas desempregadas e com maior grau de necessidade econômica, apurada com base nas informações fornecidas pelos candidatos no ato da inscrição.

A oficina será realizada no dia 4 de abril, das 19h às 21h, na Casa do Trabalhador (Praça Afonso Pena, 175 – Centro). O objetivo é apresentar aos participantes as inovações do setor e dicas para evitar e como solucionar os principais problemas nas instalações.

 

Qualifica

qualificaDesde a criação em 2013, o programa realizou mais de cem cursos nas áreas de serviços, turismo, comércio e indústria, todos realizados em parcerias com as instituições do Sistema S de ensino profissionalizante.
Só em 2015 foram 46 cursos, 30 palestras, treinamentos e oficinas oferecidos gratuitamente, nas áreas:  artesanato, administrativa, estética, gastronomia, ensino de idiomas, indústria, serviços e construção civil. Foram mais de 5 mil vagas disponibilizadas em parceria com SENAI, SENAC, SESI, SEBRAE e ETEP Faculdades.

Informações: Secretaria de Relações do Trabalho/Casa do Trabalhador – Praça Afonso Pena, 175, Centro, pelo telefone (12) 3923-5770 ou pelo site www.sjc.sp.gov.br/qualifica.

 

 

Com informações da Prefeitura de São José dos Campos

Com parcelas entre R$ 880 e 1,5 mil, seguro-desemprego sobe mais de 11% em 2016

Com parcelas entre R$ 880 e 1,5 mil, seguro-desemprego sobe mais de 11% em 2016

As parcelas do seguro-desemprego foram reajustadas em 11,28%, e os novos valores começam a ser pagos já em janeiro a milhares de pessoas. O benefício assegura ao trabalhador que perdeu o emprego uma renda mínima por período entre três e cinco meses.

Com isso, a parcela mínima do seguro-desemprego será de R$ 880,00 seguindo o reajuste do salário mínimo para 2016. Já a parcela máxima passa de R$ 1.385,91 em vigor em 2015 para R$ 1.542,24 este ano.

O reajuste considerou a inflação de 2015 medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Os valores a serem pagos são calculados com base em uma fórmula que considera os três últimos salários recebidos pelo trabalhador, e é sobre essa média que é aplicado o reajuste.

Neste ano, o seguro-desemprego deve movimentar R$ 34,7 bilhões em valores a serem transferidos a cerca de 7 milhões de trabalhadores em todo o País, conforme estimativa do Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS).

“O seguro-desemprego é assegurado a trabalhadores que estão sendo dispensados sem justa causa. Não foi uma decisão de dispensa causada por esses trabalhadores. Foram trabalhadores que, em uma situação de dispensa, viram-se sem salário e, nesse momento, o programa do seguro-desemprego tenta recompor parte da renda deles”, afirmou o diretor do Departamento de Emprego e Salário do MTPS, Márcio Borges.

“Estamos falando de trabalhadores, pais de famílias que precisam assegurar o mínimo de sustento a seus familiares”, diz Borges. Ele lembra que o que se vê nos últimos anos é um número maior de trabalhadores com acesso ao benefício.

Em 2002, 4,8 milhões de trabalhadores solicitaram o seguro-desemprego. Em 2014, esse número foi bem maior: 8,5 milhões de pessoas tiveram direito ao benefício. O aumento decorreu do maior número de trabalhadores contratados com carteira assinada pelas empresas nos últimos anos.

infográfico - seguro desemprego

 

 

Fonte: Portal Brasil, com informações do MTPS