Estudante da USP vira réu por estupro e foge para o exterior

Estudante da USP vira réu por estupro e foge para o exterior

Mais um aluno da Universidade de São Paulo (USP) acusado de estupro virou réu na Justiça. O juiz Donek Hilsenrath Garcia, da 1.ª Vara Criminal de Pirassununga, aceitou denúncia contra o estudante de Medicina Veterinária intercambista Aylton Lino Rangeiro Leão, de 22 anos, que veio de Moçambique para estudar na Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA-USP). O Estado teve acesso aos autos do processo, sob sigilo. O jovem deixou o País em dezembro.

Leão é acusado de ter abusado sexualmente de uma estudante da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ), que estava alcoolizada, na festa universitária Volta da Pinga, no interior da República Bohemia, na FZEA, em julho de 2013. O caso foi revelado pela aluna na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Trote, na Assembleia Legislativa.

CPI Trote estuproEste é o segundo caso de estupro aceito pela Justiça desde a CPI – em janeiro, o Estado revelou que um estudante da Faculdade de Medicina da USP também virou réu. O episódio já foi investigado em sindicância interna, que concluiu em maio do ano passado que houve estupro e indicou como punição a expulsão. O documento foi repassado à Comissão de Direitos Humanos, mas até agora não houve decisão. Procurada, a universidade disse que o processo está em andamento, mas não se manifesta em casos sob sigilo.

Segundo a denúncia do Ministério Público, a jovem dirigiu-se a um dos quartos do imóvel, onde foi abordada pelo acusado, que tentou beijá-la e tocá-la. Ela teria resistido às investidas, mas dormiu no local. Algum tempo depois, acordaria com as calças abaixadas e com o rapaz a penetrando. Um funcionário confirmou a história ao MP, que chegou a pedir a retenção do passaporte do estudante, mas a decisão do juiz proibindo o acusado de se ausentar do País só viria no dia 24 de dezembro, uma semana depois da viagem. A denúncia havia sido feita em 2 de dezembro.

À Justiça, o advogado de Leão, Julio Cesar Reis Marques, diz que a denúncia está fundamentada “unicamente” por elementos circunstanciais e que a vítima “adota comportamento atípico, evidenciado pelo seu ativismo feminista e necessidade de exposição”. A estudante violentada diz que sofreu ameaças.

DEPOIMENTO – ‘Recebi ameaça pela internet’

“A minha faculdade foi ágil na apuração. O resultado e a postura da comissão foram até surpreendentes para quem vive em um mundo machista em que sempre se culpa a vítima. Mas, depois que o processo foi para reitoria, não me falaram nada.

Hoje eu tenho de tomar muito cuidado com as minhas faltas desde o ocorrido, porque além de ter faltado por depressão, recentemente tive de faltar para ir ao escritório de advocacia que está ajudando no meu caso.

Também tenho recebido ameaças pela internet por ter denunciado meu estupro. São adolescentes e velhos que dizem que eu mereci ser estuprada e deveria ficar quieta. Às vezes isso me assusta um pouco e eu fico um tempo sem conseguir me concentrar.

Fico imaginando tudo que eu deixei de aproveitar na faculdade, por causa do estupro, tanto social quanto academicamente. Mas hoje consigo ter orgulho de ter denunciado e ser um pequeno exemplo para outras meninas.”

(Estudante de 29 anos que denunciou o estupro)

Luiz Fernando Toledo

Cine Teatro reabre com programação cultural até o final do mês

Cine Teatro reabre com programação cultural até o final do mês

As obras de revitalização do Cine Teatro Benedito Alves da Silva começaram em maio. Elas foram feitas pela Prefeitura de São José dos Campos, por meio da Fundação Cultural Cassiano Ricardo (FCCR). Neste processo, foram preservados elementos como a fachada externa, o ladrilho hidráulico do andar superior, a boca de cena e as colunas laterais.

O espaço cultural, que esteve abandonado há 17 anos, terá agora aproximadamente 1.300 metros quadrados de área construída, com capacidade para 270 pessoas, e será voltado para apresentações de espetáculos teatrais, de dança, shows musicais e para projeção de filmes. Além disso, o Cine Teatro terá a Galeria Volpi, para as artes visuais, área para café e outras atividades.

Leia mais

Festa do Trabalhador tem a tradicional macarronada e shows para a população

Festa do Trabalhador tem a tradicional macarronada e shows para a população

O Dia Internacional do Trabalhador será comemorado na 38ª Festa do Trabalhador em São José dos Campos. O bairro Novo Horizonte, na região leste, será o palco dessa festa, que contará com shows de axé, pop rock e forró.
Como já é tradicional na festa, além da macarronada, também serão realizadas apresentações musicais na Rua dos Jardineiros, perto da SAB (Sociedade Amigos do Bairro) Novo Horizonte.
As apresentações terão início às 15h com “Mateus Estevão e Banda”. Na sequência, às 17h, se apresenta a banda “Oba!hia” com muito pagode, forró e axé. O Trio Nordestino toca às 19h, interpretando os sucessos do forró dançante.
Para fechar as comemorações do Dia do Trabalho com chave de ouro, a “Banda Palace” oferecerá um espetáculo de música, dança e iluminação, a partir das 21h.
Confira a agenda abaixo para aproveitar toda a programação do fim de semana.


Nv Horizonte MacarrãoMacarronada

Com 2 toneladas de macarrão com molho à bolonhesa, a tradicional macarronada será feita na Escola Estadual Dorival Monteiro de Oliveira, a partir do meio-dia.
A Festa do Trabalhador teve início no bairro operário de São José dos Campos, com um grupo de aproximadamente mil pessoas, que se reuniam para fazer um almoço comunitário no dia 1º de maio.
Diante do sucesso, já que a cada ano o almoço atraía mais trabalhadores de outras regiões de São José, a celebração passou a integrar as comemorações oficiais do município e, desde 1979, é chamada de Festa do Trabalhador.

 

Programação

Domingo (1º de maio) – Dia do Trabalhador
7h – Missa na Igreja Coração Eucarístico de Jesus – Praça 1º de Maio
12h – Macarronada – E. E. Dorival Monteiro de Oliveira (organização da SAB Novo Horizonte)
15h – show Mateus Estevão – Arena de show na Rua dos Jardineiros, ao lado da SAB
17h – show Oba!hia – Arena de show na Rua dos Jardineiros, ao lado da SAB
19h – show Trio Nordestino – Arena de show na Rua dos Jardineiros, ao lado da SAB
21h – show Banda Palace – Arena de show na Rua dos Jardineiros, ao lado da SAB

Programação Cultural (FCCR)

Sexta-feira (29) – Casa de Cultura Eugênia da Silva
14h – Café com Histórias
19h – Casa de Cultura Eugênia da Silva
Dança contemporânea: In Natura – Grupo Elo Cia de Dança
Apresentação de Breaking – grupo Síndrome Crew
Oficina de Danças Urbanas
Oficina de Ballet Clássico ao ModernoSábado (30) – Casa de Cultura Eugênia da Silva
13h – Aula de Modelagem em Argila
14h – Roda de Viola
15h – Premiação do concurso capa do Fanzine João de Barro
15h – Construção de Brinquedos
16h – Oficina de Poesias Estampadas
16h – Confraria do samba enredoDomingo (1º de maio)
10h – Cortejo de Bonecões – Praça 1º de Maio
11h- Orquestra de Viola Caipira – E. E. Dorival Monteiro
13h – Flash Mob de Danças Urbanas – E. E. Dorival Monteiro
10h – Aula de Modelagem em Argila – Casa de Cultura Eugênia da Silva
15h – Roda de Capoeira – Praça 1º de Maio
16h – Poesias Estampadas – Casa de Cultura Eugênia da Silva
18h30 – Espaço Coletividade Hip Hop – Casa de Cultura Eugênia da Silva

Tenda da FCCR

Sábado (30) – das 13h às 22h
Domingo (1º de maio) – das 10h às 22h
– Exposição sobre o projeto Memórias do bairro Novo Horizonte
– Exposição comemorativa “40 anos de Capoeiragem do Mestre Papagaio”
– Exposição ilustrativa sobre os Peneirões do Grupo Piracema do Bairrinho
– Exposição ilustrativa sobre os bonecões Gigantes do Vale
– Exposição “A Fauna no Aterro” – Parceria com a Urbam
– Presença de figureiros do bairro e da cidade
– Cantinho da Pintura – espaço para a pintura do fanzine Turma do João de Barro