Base do Prefeito Felicio vota contra Requerimento em apoio à Mobilização Nacional pela EDUCAÇÃO. 

Infelizmente para os 17 vereadores que apoiam o Prefeito Felício e o governo Bolsonaro lutar pela Educação não é importante.
Apresentei na sessão de hoje um requerimento que apoia a mobilização que ocorreu em todo país em protesto as medidas do governo Bolsonaro que colocam em risco o funcionamento do INPE, ITA, Unifesp, Institutos Federais, entre outras instituições de ensino pelo Brasil todo.

O futuro de milhares de estudantes está em risco. Instituições de renomes e milhões de investimentos podem ser perdidos com o encerramento das atividades.

 

Mobilização faz prefeito recuar e assinar novo contrato com provisão. Luta pelo Hospital da Mulher continua!

Mobilização faz prefeito recuar e assinar novo contrato com provisão. Luta pelo Hospital da Mulher continua!

Nossa mobilização fez o Prefeito Felício correr e assinar às pressas um novo contrato com o PróVisão, menor que o anterior e sem atendimentos de emergência, tão importantes para todos.

A decisão veio após vários dias sem atendimento. Motivo: contrato acabou no dia 30.de novembro, mas Prefeito não renovou a tempo e fez com que a população ficasse sem atendimento.

Abaixo-assinado – Foram mais 1 mil assinaturas em apenas 3 Dias, mulheres, homens que estão cansadas do descaso e do improviso com que o governo do PSDB toca a Saúde.

Agora continuaremos na luta pelo Hospital da Mulher com atendimento integral à mulher. Dia 12 é o último dia de atendimento na Maternidade e Pediatria do Hospital Antoninho Rocha Marmo. E depois, pra onde irão as pacientes em tratamento?

Onde nascerão nossos bebês?

Enquanto as filas crescem, a Prefeitura deixou de investir mais de R$ 30 milhões do previsto nos contratos com o Hospital Antoninho Rocha Marmo, Pio 12 e Provisão.

FALTA TRANSPARÊNCIA, SOBRAM FILAS.

 

Confira o vídeo:

Pressao popular fez prefeito assinar as pressas novo convênio com o Provisão, que não atenderá mais emergências. Abaixo-assinado pelo Hospital da Mulher contra o fim dos atendimentos pelo SUS na Maternidade e Pediatria do Hospital Antoninho Rocha Marmo continua. Enquanto Prefeito Felício economiza R$ 30 milhões da verba da saúde destinada para o Hospital Antoninho Rocha Marmo, Pio 12 e Provisão, filas aumentam. #QueremosHospitaldaMulher

Publicado por Amélia Naomi em Quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Falta transparência, sobra descaso.

O fim dos contratos com o Hospital Antoninho da Rocha Marmo e com o PróVisão deixou todo mundo preocupado. Por isso, fiz 2 requerimentos solicitando informações à Prefeitura, mas infelizmente os vereadores do Prefeito Felício rejeitaram os pedidos.

Centenas de pacientes que fazem tratamento nesses locais não sabem pra onde irão. O Hospital Municipal na Vila, mas uma vez aparece como alternativa, mesmo já vivendo cheio com a demanda de São José e região.

Prefeito Felício acabou com o Hospital da Mulher. Deixou mais de R$ 30 milhões da verba da saúde destinada para o Hospital Antoninho Rocha Marmo, Pio 12 e Provisão sem usar, mesmo sabendo que muitas pessoas aguardam na fila. E agora, mesmo sabendo que o contrato com o PróVisão acabaria dia 30 de novembro, não conseguiu resolver o problema. Agora mais de 20 mil atendimentos deixarão de ser feitos fruto da má gestão deste governo.

Falta transparência, sobra descaso O fim dos contratos com o Hospital Antoninho da Rocha Marmo e com o PróVisão deixou todo mundo preocupado. Por isso, fiz 2 requerimentos solicitando informações à Prefeitura, mas infelizmente os vereadores do Prefeito Felício rejeitaram os pedidos. Centenas de pacientes que fazem tratamento nesses locais não sabem pra onde irão. O Hospital Municipal na Vila, mas uma vez aparece como alternativa, mesmo já vivendo cheio com a demanda de São José e região. Prefeito Felício acabou com o Hospital da Mulher. Deixou mais de R$ 30 milhões da verba da saúde destinada para o Hospital Antoninho Rocha Marmo, Pio 12 e Provisão sem usar, mesmo sabendo que muitas pessoas aguardam na fila. E agora, mesmo sabendo que o contrato com o PróVisão acabaria dia 30 de novembro, não conseguiu resolver o problema. Agora mais de 20 mil atendimentos deixarão de ser feitos fruto da má gestão deste governo. #SàoJoséDoente #CaďêOHospitaldaMulher?#OndeNascerãoNossosBebês?#JeitoCerto?

Publicado por Amélia Naomi em Terça-feira, 4 de dezembro de 2018