Poetas locais são homenageados na Semana Cassiano Ricardo

Poetas locais são homenageados na Semana Cassiano Ricardo

A Fundação Cultural Cassiano Ricardo lança nesta quinta-feira (20), às 19 horas, na Biblioteca Cassiano Ricardo(Rua XV de Novembro, 99 – Centro), a Revista “Poeticidade”. Idealizado pelo Poeta Moraes a revista presta uma homenagem aos poetas locais Paulo Nubile, Dailor Varela, Hélio Pinto Ferreira, José Omar de Carvalho e Olney Borges. Estes, além de sua importante produção literária, foram a inspiração para novos escritores em São José dos Campos.

O lançamento da Revista “Poeticidade” faz parte das comemorações dos 48 anos da Biblioteca Pública Cassiano Ricardo e 50 anos da Semana Cassiano Ricardo e contará com a música ao vivo de “César Pope & Os Sobreviventes”, com poemas de Cassiano Ricardo musicados e um pequeno vídeo homenageando os antigos funcionários da Biblioteca.

A Biblioteca Pública Cassiano Ricardo foi inaugurada oficialmente no dia 20 de outubro de 1968 e contou com a presença do poeta joseense Cassiano Ricardo, que dá nome ao espaço. O primeiro prédio onde a Biblioteca foi instalada ficava rua Major Antonio Domingues.

Em 1973, ganhou uma sede fixa no Parque Santos Dumont, sendo transferida em 1980 para o edifício da Rua XV de Novembro, onde está até hoje. Com arquitetura do início do século XX e fachada com traços originais, o prédio atual é um patrimônio preservado por lei municipal. Construído em 1909, foi o primeiro Teatro Municipal da cidade.

 

Semana Cassiano Ricardo

As atividades da 50ª Semana Cassiano Ricardo seguem até domingo (23). O evento é uma iniciativa da Fundação Cultural Cassiano Ricardo dedicada à obra e à vida de Cassiano Ricardo Leite, que nasceu em 26 de julho de 1894, em São José dos Campos.

A primeira edição da Semana Cassiano Ricardo foi em 27 de Julho de 1967 e contou com a presença do poeta joseense, que discursou na abertura do evento no prédio da antiga Câmara Municipal, onde atualmente funciona o Museu Municipal.

O poeta, jornalista e escritor Cassiano Ricardo Leite nasceu em 26 de julho de 1894 em São José dos Campos e faleceu em 14 de janeiro de 1974 no Rio de Janeiro.  Ele foi um dos líderes do movimento pela Semana de Arte Moderna de 1922 e ocupou a cadeira nº 31 da Academia Brasileira de Letras.

Cine Teatro reabre com programação cultural até o final do mês

Cine Teatro reabre com programação cultural até o final do mês

As obras de revitalização do Cine Teatro Benedito Alves da Silva começaram em maio. Elas foram feitas pela Prefeitura de São José dos Campos, por meio da Fundação Cultural Cassiano Ricardo (FCCR). Neste processo, foram preservados elementos como a fachada externa, o ladrilho hidráulico do andar superior, a boca de cena e as colunas laterais.

O espaço cultural, que esteve abandonado há 17 anos, terá agora aproximadamente 1.300 metros quadrados de área construída, com capacidade para 270 pessoas, e será voltado para apresentações de espetáculos teatrais, de dança, shows musicais e para projeção de filmes. Além disso, o Cine Teatro terá a Galeria Volpi, para as artes visuais, área para café e outras atividades.

Leia mais

Cine Teatro Benedito Alves da Silva será reaberto dia 1 de julho

Cine Teatro Benedito Alves da Silva será reaberto dia 1 de julho

Após 17 anos fechado, um dos mais expressivos patrimônios históricos e culturais de São José dos Campos será reaberto. A entrega da obra do Cine Teatro Benedito Alves da Silva (Avenida São José, 935 – Centro) será realizada na próxima sexta-feira (01/07), às 19hr.

A revitalização feita pela Prefeitura, por meio da Fundação Cultural Cassiano Ricardo (FCCR), começou em maio do ano passado. Ela está inserida no projeto Novo Centro, que está requalificando e modernizando a região central de São José.

“Fruto de uma das minhas lutas, mais um trabalho importante da prefeitura para a cultura da nossa cidade está se concretizando! A revitalização do Cine Teatro Benedito Alves está na fase final e será entregue nesse final da semana para a população.”, destacou a Vereadora Amélia.

Leia mais

27ª Edição do Festidança começa em São José vai até dia 29 de maio

27ª Edição do Festidança começa em São José vai até dia 29 de maio

Um espetáculo cultural da cidade promovido pela Fundação Cultural Cassiano Ricardo (FCCR) em parceria com a Prefeitura de São José dos Campos, a 27ª edição do Festidança começou na última sexta (20) com a apresentação da Cia Jovem de Dança de São José dos Campos e da Cia de Dança Anderson Couto, o evento dura 10 dias e conta com cerca de 200 coreografias. A apresentação de abertura foi no Teatro Municipal.

Festidança2

Acesse aqui a programação.

Os ingressos são gratuitos e precisam ser retirados com 1 hora de antecedência nas bilheterias do teatro.

 

Festidança

Além do Teatro Municipal, o Festidança vai contar com uma programação paralela nas Casas de Cultura, na Praça Dr. João Mendes, shoppings e na Rodoviária Nova, com oficinas, mostras competitivas e outras exibições coreográficas. Toda a programação é gratuita.

O Festival termina em 29 de maio, e terá cerca de 200 coreografias dos mais variados gêneros da dança, entre as participações especiais estão a Cia Cisne Negro, o Ballet Ana Araújo, a Elo Cia de Dança, a bailarina Eliete Santos, a Artvidance e bailarinos da Associação Síndrome de Down (Asin), entre outras atrações.

Maria Prestes lança livro no Museu Municipal

Maria Prestes lança livro no Museu Municipal

A Fundação Cultura Cassiano Ricardo promove na próxima terça-feira (29), o lançamento do livro “Meu Companheiro: 40 anos ao lado de Luiz Carlos Prestes”, escrito por Maria Prestes. O evento, que marca o início das atividades de comemoração aos 30 anos da FCCR, será no Museu Municipal (Praça Afonso Pena, 29 – Centro), a partir das 19h30. A entrada é gratuita.

A mediação será de Marcela de Andrade, diretora da Coordenadoria das Mulheres, da Secretaria da Promoção da Cidadania de São José dos Campos.

Durante o lançamento, haverá uma palestra em que a segunda mulher de Prestes. Ela vai falar sobre o livro em que conta a história incomum de sua família, sempre marcada pela clandestinidade e pelo exílio, bem como sua trajetória de vida e a militância política e feminista.

Maria Prestes - LivroA união entre a integrante da Juventude Comunista e do líder do Partido Comunista Brasileiro em 1952 aconteceu quando Maria do Carmo Ribeiro foi indicada para fazer a segurança do dirigente no aparelho do bairro de Jabaquara, em São Paulo. Daí para frente, o casal teve sete filhos e uma vida marcada por episódios muito bem guardados pela autora e que se confundem com a história do país.

Maria do Carmo é pernambucana, nascida e registrada como Altamira Rodrigues Sobral, filha de militantes do Partido Comunista. Ela viveu desde sua infância a causa política. Mais tarde, iniciou a sua ativa participação no PCB pela resistência do partido, tendo atuado também na busca da emancipação da mulher na sociedade brasileira. Atualmente, dedica-se a manter viva a história de Prestes.

Luis Carlos Prestes, gaúcho de Porto Alegre, foi um dos mais expressivos líder político brasileiro. Em sua trajetória comandou no Rio Grande do Sul, a partir de 1924, a marcha Coluna Invicta (mais tarde eternizada como Coluna Prestes), que atravessou o país, e teve uma expressiva participação no Partido Comunista Brasileiro, de 1934 até a década de 1980, bem como por sua participação na Aliança Nacional Libertadora (ALN). Faleceu aos 92 anos no Rio de Janeiro.

Ao longo deste ano, a Fundação Cultural Cassiano Ricardo vai realizar palestras, oficinas, exposições, debates e shows para celebrar os 30 anos da FCCR e todas as conquistas e realizações na preervação e valorização e manutenção da produção cultural.

Após a palestra, o livro estará à venda no local.

Fonte: FCCR