Coronavírus: São Paulo decreta obrigatoriedade do uso de máscaras

Coronavírus: São Paulo decreta obrigatoriedade do uso de máscaras

João Doria vai publicar decreto para tentar frear contágio pelo coronavírus. Fiscalização será feita pelas prefeituras.


O governador João Doria (PSDB) afirmou que será obrigatório o uso de máscaras em todo o estado de São Paulo a partir da próxima quinta-feira, dia 7 de maio. A medida será válida para as pessoas que andarem nas ruas e demais locais públicos. O uso de máscaras no transporte público passou a ser obrigatório nesta segunda-feira (4).

“O governo do estado de São Paulo publica decreto amanhã, terça-feira, 5 de maio, tornando obrigatório o uso de máscaras em todo o estado de São Paulo, por todos os cidadãos que estiverem caminhando ou andando ou se dirigindo a qualquer local no estado. Medida que passa vigorar a partir do dia 7 de maio”, afirmou Doria.

“A regulamentação sobre eventuais punições aos que desobedecerem a essa medida serão de responsabilidade das prefeituras”, declarou o governador. As administrações municipais irão definir sobre a aplicação de penalidades, inclusive de multas, a quem desrespeitar a regra.

No domingo, o Brasil superou a marca dos 100 mil casos da doença. Na Grande São Paulo, os leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), estão na casa dos 90% de ocupação por conta da doença. Em São José dos Campos, a Prefeitura confirmou 14 mortes registradas pelo novo coronavírus na manhã desta segunda-feira (4).

AVANÇO DE CASOS FORA DA CAPITAL

Apesar de a capital ainda concentrar o maior número absoluto de óbitos, 153 cidades do total de 645 municípios do estado já registraram ao menos uma morte por coronavírus. Casos da doença já foram confirmados em residentes de 332 municípios.

Segundo o governo de São Paulo, a preocupação das autoridades de saúde nesse momento é com o avanço rápido da doença entre os municípios do interior.

Fonte: Matéria publicada com informações do portal G1. 

 

 

Comissão da Verdade do Estado de São Paulo prorroga trabalhos até dezembro de 2014

Comissão da Verdade do Estado de São Paulo prorroga trabalhos até dezembro de 2014

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo prorrogou nesta quarta-feira (18) o prazo de trabalhos da Comissão da Verdade do Estado de São Paulo “Rubens Paiva” para 31 de dezembro de 2014.

Até agora foram realizadas 108 audiência públicas e ouvidas quase 500 testemunhas. Os trabalhos de apuração ainda estão em andamento e necessitavam de um prazo maior para sua conclusão e elaboração do relatório final. Do mesmo modo, aguarda-se a prorrogação da Comissão Nacional da Verdade, pois a Comissão “Rubens Paiva” faz o trabalho complementar a ela.

A Comissão “Rubens Paiva” foi criada pelo Projeto de Resolução Nº 879 em 10 de fevereiro de 2012 investiga os crimes cometidos pelo Estado durante o período da Ditadura Militar (1964-1985). A Comissão é presidida pelo deputado Adriano Diogo.

 

Fonte: Vermelho