PIQ forma mais de 600 bolsistas no Programa de Inclusão Produtiva

PIQ forma mais de 600 bolsistas no Programa de Inclusão Produtiva

Cerca de 600 bolsistas do PIQ (Programa de Incentivo à Qualificação) participaram na manhã desta quinta-feira (12) da formatura nos cursos oferecidos no Programa de Inclusão Produtiva, da Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS). O evento foi Centro de Formação do Educador Professora Leny Bevilacqua (Cefe), no Parque da Cidade.

Os bolsistas do PIQ frequentaram no segundo semestre de 2014 os cursos oferecidos por meio da parceria com a Secretaria de Educação, Senac, Senai, Associação Joseense para o Fomento da Arte e da Cultura (AJFAC) e Fundhas. Foram oferecidos cursos de agente administrativo, auxiliar de turismo receptivo, confeiteiro de bolos, cabeleireiro, informática, técnicas de restauro, assistente de recursos humanos, entre outros.

O PIQ oferece capacitação para o mercado de trabalho. Conforme o perfil, os bolsistas recebem a formação na área de educação básica – alfabetização, EJA I (1º ao 5º ano), EJA II (6º ao 9º) – e cursos profissionalizantes – como eletricista, auxiliar administrativo, monitoria de informática, entre outros.

 

Fonte: Prefeitura Municipal

Aumento de 50% no atendimento de candidatos a emprego no PAT

Aumento de 50% no atendimento de candidatos a emprego no PAT

Em seu primeiro dia de funcionamento no ano, o Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de São José dos Campos registrou um aumento de 50% na quantidade de pessoas em busca de emprego.

Somente nesta segunda-feira (5), foram realizados no PAT cerca de 450 atendimentos. Normalmente, a procura diária fica em torno de 300 candidatos.

De acordo com os técnicos do PAT, o aumento da procura é resultado da expectativa típica do início do ano, quando muitas pessoas planejam começar uma nova etapa profissional e intensificam a busca de oportunidades no mercado de trabalho.

Nesta segunda-feira, a maior parte das vagas disponíveis do PAT eram para o setor de serviços. No total, foram ofertadas 135 vagas para o comércio e setores de prestação de serviço.

Para na área industrial, a previsão é de que a oferta de vagas seja retomada em algumas semanas, período em que as indústrias costumam colocar em prática seus projetos e o planejamento para contratação de pessoal.

Capacitação

Os técnicos do PAT também alertam que, sem a devida capacitação, os candidatos tem reduzidas suas possibilidades de conquistar uma vaga de emprego. Por isso, é necessário o aprimoramento por meio de cursos profissionalizantes e participação em palestras técnicas.

A Prefeitura oferece cursos regulares gratuitos, sob a coordenação da Secretaria de Relações do Trabalho, em parceria com instituições como Senai e Senac, entre outras.

Também são promovidas palestras sobre “Como organizar sua carreira”, ou “Como Preparar um Currículo”, como parte do Programa Qualifica São José. O calendário para os cursos e palestras para primeiro semestre deverá ser divulgado em breve.

Documentação

O candidato interessado em concorrer a uma das vagas deve comparecer ao PAT com o RG, CPF, Carteira de Trabalho (CTPS) e o número do PIS ativo ou o Cartão Cidadão. Se o perfil estiver de acordo com o exigido pela empresa, o candidato será encaminhado para o processo seletivo.

O PAT funciona na Casa do Trabalhador, na Praça Afonso Pena 175, no Centro. O horário de atendimento é das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira.

 

Fonte: Prefeitura Municipal

Pronatec oferece 69 vagas para famílias inscritas no Cadastro Único

Pronatec oferece 69 vagas para famílias inscritas no Cadastro Único

A Prefeitura de São José dos Campos abriu inscrições para três cursos gratuitos de qualificação profissional oferecidos por meio do convênio com o Pronatec – Brasil Sem Miséria. Ao todo, são 69 vagas destinadas a famílias inscritas no Cadastro Único do governo federal, em São José dos Campos. As inscrições devem ser feitas até o dia 21 de maio nas unidades regionais da Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS) e nos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS).

As vagas são para os cursos de montador e reparador de computadores (40 vagas) e para o curso de operador de fresadora com comando numérico computadorizado (9 vagas) do Senai, com início no dia 7 de junho. Para o curso de desenhista mecânico do Instituto Federal, serão disponibilizadas 20 vagas e as aulas terão início no dia 2 de junho.

“Este é mais um exemplo de programas de qualificação em conjunto com a Prefeitura, que investe na população para formar profissionais competentes e que ajudem no desenvolvimento da própria cidade”, afirmou a vereadora Amélia.

Os interessados podem procurar uma das unidades da Secretaria de Desenvolvimento Social espalhadas por todas as regiões da cidade para tomar conhecimento dos dias e horários dos cursos. No ato da inscrição, deverão apresentar os documentos pessoais, o NIS (Número de Identificação Social) e o comprovante de endereço.

As aulas serão ministradas dentro das próprias unidades do Senai e Instituto Federal e os alunos ainda recebem auxílio estudantil.

Incrições para Cephas e Enem terminam essa semana

As incrições para o vestibulinho do Cephas terminam nesta segunda-feira (20). Os interessados podem se inscrever pela internet no site do Cephas (www.cephas.org.br), no link Vestibulinho Cephas. No ato da inscrição, é preciso imprimir o boleto para pagar a taxa de R$18 na rede bancária. Para solicitar a isenção da taxa de inscrição, consultar o edital, também disponível no site da instituição.

O Enem encerra as inscrições às 23h59 desta sexta-feira (23). O valor da inscrição é R$ 35. Alunos de rede pública e pessoas com renda familiar até 1,5 salário mínimo são considerados isentos. A taxa deve ser paga até o dia 28 de maio. Para se inscrever, acesse: http://sistemasenem2.inep.gov.br/inscricaoEnem/

Fonte: Prefeitura Municipal

Curso de artesanato está com inscrições abertas

Curso de artesanato está com inscrições abertas

O Fundo Social de Solidariedade abriu as inscrições para o curso de artesanato. Serão 15 vagas para cada unidade, com cursos ministrados no Campo dos Alemães, Alto da Ponte e Vicentina Aranha.

No Campo dos Alemães as aulas começam no dia 10 de fevereiro, às segundas, das 13h30 às 16h30, na Rua Elpídio dos Santos, 60, ao lado do Crechão.

No Alto da Ponte as aulas começam no dia 11 de fevereiro, às terças, também das 13h30 às 16h30, na Rua Alziro Lebrão, sem número, no Prodec.

No Vicentina Aranha (Rua Eng. Prudente M. de Moraes, 502) as aulas começam no dia 13 de fevereiro, às quintas, das 14h às 17h.

O curso terá duração de 7 semanas, e é destinado a iniciantes e avançados. No curso de iniciantes, haverá aulas de consertos em geral à mão como fazer barras, aplicar botões, zíper e cerzir, além de pontos de bordado e apliqué. Para quem já sabe bordar e deseja se aperfeiçoar no avançado, as aulas serão para ensinar a fazer capas de almofada, aventais, centro e toalhas de mesa.

A única exigência aos interessados é que tenham mais de 16 anos de idade. Os candidatos podem se inscrever pelo telefone 3924-7369, mesmo número onde podem ser obtidas mais informações sobre as aulas.

Com informações de: Prefeitura Municipal

Ministra apresenta Vale-Cultura para empresários de São José dos Campos

Ministra apresenta Vale-Cultura para empresários de São José dos Campos

A Ministra da Cultura, Marta Suplicy, estará em São José dos Campos nesta sexta-feira (25) para apresentar o Programa Vale Cultura, do Governo Federal.  A apresentação será às 17h, no auditório II do Parque Tecnológico (Rod. Pres. Dutra, Km 137,8), distrito de Eugênio de Melo.

O Vale Cultura é um benefício que pode chegar às mãos de 42 milhões de trabalhadores brasileiros. O cartão magnético pré-pago, válido em todo território nacional, no valor de R$ 50 mensais, possibilita ao trabalhador de carteira assinada ir ao teatro, cinema, museus, espetáculos, shows, circo ou mesmo comprar ou alugar CDs, DVDs, livros, revistas e jornais.
 
Para aqueles que quiserem comprar um instrumento musical ou mesmo fazer um programa cultural com um custo mais elevado, uma boa notícia: o crédito é cumulativo e não tem validade. É só poupar por alguns meses e adquirir o bem cultural que desejar. O Vale também pode ser usado para fazer cursos de artes, audiovisual, dança, circo, fotografia, música, literatura ou teatro.
 
O benefício oferecido pelo governo exige a adesão das empresas. São elas que vão oferecer o Vale-Cultura aos seus empregados. E para estimular essa adesão, o Governo Federal vai permitir que a empresa de lucro real abata a despesa no imposto de renda em até 1% do imposto devido. As empresas baseadas no lucro presumido ou Simples também podem participar. O governo abriu mão dos impostos trabalhistas e não vai cobrar encargos sociais sobre o valor do Vale, uma vez que não se caracteriza salário.
 
Com o intuito de que o benefício chegue em primeira mão aos trabalhadores de baixa e média renda, a regra é clara: as empresas têm de oferecer o Vale-Cultura prioritariamente aos trabalhadores que recebem até 5 salários mínimos. Mas se a empresa quiser também pode oferecer o benefício para todo o quadro de funcionários, sempre respeitando a exigência de ofertar o benefício primeiramente ao trabalhador com menor salário.
 
Contrapartida
O desconto na remuneração do trabalhador com até 5 salários mínimos varia. Quem ganha até 1 salário paga R$ 1. Acima de 1 e até 2 salários, o desconto é de R$ 2. Acima de 2 até 3, R$ 3. Acima de 3 até 4, R$ 4. Acima de 4 até 5, R$ 5. Para os empregados que ganham acima dessa faixa, o desconto varia de 20% a 90% do valor do benefício.
 
Vale lembrar que fica a critério do empregado a participação no programa desde que o empregador tenha feito a adesão junto ao Ministério da Cultura.
O potencial do Vale-Cultura na cadeia produtiva do setor cultural é de R$ 25 bilhões. A expectativa é de que com esse movimento econômico, a cultura no país cresça e se espalhe a cada dia em cada pontinho do país. Nas grandes, médias e pequenas cidades. Estimule desde a produção até a venda de produtos culturais.
 
Desde 23 de setembro, as empresas que desejam oferecer o benefício aos seus funcionários e as operadoras já estão podendo se habilitar no sistema de credenciamento, disponível no site do Ministério da Cultura.