Outubro Rosa é mês de conscientização e prevenção do câncer de mama

Outubro Rosa é mês de conscientização e prevenção do câncer de mama

Chamar a atenção para a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama faz parte do movimento mundial “Outubro Rosa”.
Outubro é um mês representativo, mas a luta por políticas públicas de saúde às mulheres faz parte do nosso trabalho em todos os meses do ano. Após muito tempo e luta e mobilização, conquistamos em março do ano passado no governo Carlinhos Almeida, o Hospital da Mulher, que corre o risco de acabar.

Em 2016, por ocasião do Dia 8 de Março, o prefeito Carlinhos Almeida entregou a primeira fase do Hospital da Mulher – concebido em várias discussões com o COMUS – que foi um importante avanço para as mulheres de nossa cidade.

A conquista do hospital, que tem capacidade de 50 mil atendimentos por ano, resultou na agilidade e atendimento mais humanizado para gestantes de alto risco, mulheres vítimas de violência e no diagnóstico mais rápido de câncer de mama e colo de útero.

No dia 31 de março de 2016, foi aberta licitação no sistema ‘Built to Suit’ para a segunda fase do Hospital da Mulher. A modalidade da contratação era no sistema em que a empresa vencedora da licitação realizaria a construção e arcaria com os custos da obra. Depois de pronta e entregue, a Prefeitura pagaria um aluguel à empresa por 15 anos, ou seja, a prefeitura não teria despesa durante a ampliação.

Por colocar a disputa política acima dos interesses das mulheres, o vereador do PSDB, Juvenil Silvério, entrou com representação no Tribunal de Contas do Estado (TC-009451.989.15-4), no dia 29/04/2016, para suspender o processo de licitação para ampliação do Hospital da Mulher.

Como, infelizmente, desde a campanha eleitoral, o PSDB já falava que o verdadeiro Hospital da Mulher ficava em outro lugar, que ninguém nunca viu, decidiu cancelar a segunda fase das obras de ampliação do hospital, penalizando as mulheres de nossa cidade (decisão publicada na página de editais do Jornal Ovale no dia 06/04/2017) e amplamente divulgada pela Imprensa.

As mulheres de São José não podem perder esta importante conquista. Todas na luta pela manutenção do Hospital da Mulher!