Dilma: Mudar para pior, um desastre que não podemos admitir

Dilma: Mudar para pior, um desastre que não podemos admitir

“O governo Temer, do vai e vem, está mostrando a que veio: enquanto extingue direitos de todos, distribui bondades a poucos”, afirmou Dilma em sua página no Twitter, depois de alertar que “o Brasil tem o que temer”.

Dilma - Combate a ZicaMeirelles disse que nesta sexta (1º/7) que o ritmo de crescimento dos investimentos com saúde, educação e Previdência Social feitos por Dilma “inviabilizaram” um controle maior das despesas nas últimas décadas. “As despesas com educação e saúde são itens que, na prática, junto com Previdência, inviabilizaram um controle maior de despesas nas últimas décadas”, disse.

A presidenta eleita classificou a declaração de Meirelles como “estapafúrdia” e enfatizou: “Ora, senhor Ministro, foram os gastos com educação e saúde que melhoraram a qualidade de vida da população”.

“Ao contrário do que parece pensar o governo provisório, os gastos com saúde e educação no Brasil são ainda baixos. Para o Brasil se tornar um país e uma Nação desenvolvida, terá que investir muito mais em educação e saúde do que fez”, reforçou Dilma.

“O ministro interino da Fazenda parece se orgulhar ao dizer que ‘estamos mexendo na estrutura fiscal pela primeira vez, desde 1988’. Mudar para melhor é muito bom, mas mudar para pior, prejudicando toda a nação e o país, é um desastre que não se pode admitir”, concluiu.

 

 

 

Fonte: Portal Vermelho